Novidades do PIPA

  • PIPA Online | 8 artistas passam para o 2º turno

    8 artistas atingiram a meta de mais de 500 votos, e estão classificados para o 2º turno do PIPA Online 2014.
    No segundo turno o contagem é reiniciada. Todos começam iguais, sem votos.
    O artista que obtiver mais votos na próxima fase será o vencedor do PIPA Online Popular, e receberá o prêmio de R$5mil.
    O vencedor do PIPA Online será decidido, por um júri, entre os 5 artistas mais votados no 2º turno. Ele receberá o prêmio de R$10 mil além de uma participação de 2 meses no programa de residências, no renomado Instituto Sacatar, na Bahia.
    O segundo turno acontecerá de 3 a 10 de agosto.

    ...leia mais
  • 1º turno PIPA Online | Últimas horas | Votação encerra à meia noite

    Sete artistas já possuem mais de 500 votos e já estão classificados para o segundo turno do PIPA Online 2014, veja como está o ranking neste momento. Alguns outros ainda tem chance de conquistar mais alguns votos e completarem os 500 necessários para a segunda fase de votação.
    No segundo turno os votos são zerados. Os artistas estarão concorrendo a 2 prêmios: PIPA Online, que o vencedor será escolhido por um júri entre os 5 mais votados no 2ºturno, e receberá R$10mil além de dois meses de residência artística no Instituto Sacatar, na Bahia; o outro prêmio será o PIPA Online Popular, em que o vencedor será o que receber mais votos no 2º turno e receberá R$5mil.
    Vote até à meia noite de hoje.

    ...leia mais
  • 5ª parcial de votos no PIPA Online 2014 | Votação se encerra amanhã à meia noite

    Com cinco artistas já classificados para o segundo turno do PIPA Online 2014, veja como está o ranking neste momento. Ainda há tempo para colocar o seu artista favorito entre os artistas que disputarão o 2º turno e concorrerão, entre outros prêmios, a dois meses de residência artística no Instituto Sacatar, na Bahia. Os artistas precisam de pelo menos 500 votos do público para seguir na disputa.

    ...leia mais
  • Novo vídeo| Zezão em conversa exclusiva com o PIPA

    José Augusto Amaro Capela, o Zezão, começou na década de 90 a conquistar com os seus “graffiti” espaços subterrâneos da cidade de São Paulo.
    Neste vídeo ele responde à pergunta da crítica e curadora Renata Azambuja: “A sua forma de trabalhar é solitária ou envolve o coletivo?”
    O artista explica como seu caminho dentro da arte o levou cada vez mais para longe do trabalho coletivo, mas ao mesmo tempo, sendo um artista auto-didata, acredita que a rua foi a sua universidade e a sua próprias vivência foi determinando sua trajetória.
    Atualmente tendo o grafite apenas como uma das vertentes do seu trabalho, o artista conta que não apenas busca documentar sua obras como procura lugares específicos para pintar que possam gerar uma fotografia interessante, onde o “trabalho converse com a arquitetura”, por exemplo.
    Assista ao vídeo.

    ...leia mais
  • 1º turno do PIPA Online acaba neste domingo

    Os artistas participantes do PIPA Online 2014 têm somente até domingo para conquistar 500 votos e passar ao segundo turno. A votação será encerrada à meia noite do dia 27 de julho e reiniciada (com os votos zerados) no dia 3 de agosto, quando começa o segundo turno.
    Este ano pela primeira vez, os artistas concorrem em duas categorias online. O vencedor do PIPA Online será escolhido por um Júri, dentre os cinco artistas mais votados no segundo turno, e receberá R$10 mil, além da participação por dois meses no programa de residência do Instituto Sacatar, na Bahia. Já o vencedor do PIPA Online Popular será o artista mais votado pelo público no segundo turno, e receberá R$5 mil.
    Alguns artistas já se classificaram para o segundo turno, e outros estão quase lá. Veja quem são eles e vote no seu artistas favorito para que ele avance para a próxima etapa e concorra aos prêmios.

    ...leia mais
  • Assista às novas entrevistas exclusivas com artistas indicados ao PIPA 2014

    Esta semana lançamos quatro novas entrevistas. Conversamos com os artistas Beto Shwafaty, Rodrigo Braga, Toz e Virgínia de Medeiros.
    Beto Shwafaty desenvolve uma prática baseada em pesquisas sobre espaços, histórias e visualidades, na qual procura conectar formalmente e conceitualmente questões políticas, sociais e culturais convergentes ao campo da arte. Nesta entrevista, ele responde à pergunta de Alejandra Muñoz: “Em geral, na sua atividade, como começa um novo projeto artístico?”.
    Rodrigo Braga foi finalista do PIPA em 2012, ano em que venceu a categoria PIPA Voto Popular Exposição. Neste vídeo o artista diz não trabalhar muito em seu ateliê já que não tem uma rotina de criação, segundo ele “A coisa geralmente acontece num estado de espírito, numa iminência de acontecimentos”.
    O grafiteiro Toz cria personagens inspirados na vida urbana moderna. Neste vídeo ele responde a uma pergunta do também artista Cadu, que quer saber: “Onde começa a vida e termina a arte?”. Toz conta que na infância era levado por sua mãe, que estudava Belas Artes, para assistir algumas aulas, e que o pai o levou para fazer sua primeira tatuagem com apenas 9 anos.
    O trabalho de Virginia de Medeiros converge de estratégias documentais, para ir além do testemunho, questionando os limites entre realidade e ficção. A artista lida com três pressupostos comuns aos campos da arte e do documentário: o deslocamento, a participação e a fabulação. Em sua entrevista a artista conta: “Eu me interesso por entrar em situações onde exista uma moral diferente dos padrões normativos, me afetar por esses códigos sociais e ver que conexão isso vai provocar em mim”.
    Assista às novas entrevistas lançadas esta semana.

    ...leia mais
Mais Novidades do PIPA...

Agenda da Semana

  • Programação de 26 de julho a 1º de agosto

    Em São Paulo, estes são os últimos dias para visitar “Fronteiras Incertas”, coletiva com participações de Marcelo Moscheta e Odires Mlászho; e “Poente”, uma instalação site-specific de Felipe Cohen. Em Porto Alegre, última oportunidade para ver “Distrações da Memória: O Museu Como Modo de Rever o Mundo”, que tem participações de Camila Sposati, Daniel Escobar, Dirnei Prates, Mayana Redin, Pablo Lobato e Rommulo Vieira Conceição. No Rio de Janeiro, Paulo Miyada assina a curadoria de “Tcharafna”, individual do artista Gui Mohallem, que traz obras fruto de duas viagens ao Líbano, terra-natal dos seus pais. No exterior, Nova York recebe uma individual de Caio Reisewitz, enquanto a Cidade do México apresenta “El Teatro del Mundo”, uma coletiva com obras de Marcelo Cidade, entre outros.
    Acesse a agenda, confira os eventos ligados aos artistas indicados ao PIPA, ao MAM-Rio e demais envolvidos com o Prêmio, que estão acontecendo ao redor do Brasil e do mundo, e programe sua semana.


Circuito

  • Em cartaz | “Multitude”, coletiva com Lourival Cuquinha, Dora Longo Bahia e Bruno Vilela

    (São Paulo, SP) O projeto internacional de arte contemporânea “Multitude” reúne exposiçnao, performances e debates em torno do conceito de multidões. Heterogênea, dispersa, complexa e multidirecional, a multidão vem gerando debate intenso nos campos da sociologia e ciência política, sendo tema também de uma diversidade de obras artísticas nos últimos anos. O eixo principal é a mostra, com mais de vinte obras produzidas em diferentes suportes. A curadoria geral é de Andrea Caruso Saturnino e Lucas Bambozzi.

  • Mostra coletiva “Do Valongo à Favela” retrata a zona portuária carioca

    (Rio de Janeiro, RJ) Tomando essa história de exclusão como ponto de partida, a exposição “Do Valongo à Favela: imaginário e periferia” examina como foi sendo formado o imaginário cultural dessa periferia, por meio de sua presença na arte. A mostra cria um percurso desde as imagens antigas do lugar e das atividades ali decorridas, até a elaboração da favela como questão de interesse da arte para muito além dos limites geográficos que lhe deram origem.

  • MAM-Rio realiza conversa “Em torno de Alimentário”

    (Rio de Janeiro, RJ) O idealizador de “Alimentário”, Felipe Ribenboim, realiza amanhã uma conversa sobre a exposição, cuja ambição não é ser convencional, facilmente catalogada. A estratégia da curadoria foi apresentar um retrato, talvez incompleto, mas sem dúvida sugestivo, de como o universo dos alimentos e da culinária, aos poucos e de maneira discreta, contribuiu para a constituição do Brasil que conhecemos.

  • Mostra coletiva “Alimentário: arte e patrimônio alimentar brasileiro” em cartaz no MAM-Rio

    (Rio de Janeiro, RJ) Amilcar Packer, Caetano Dias, Caio Reisewitz, Erika Verzutti, Hector Zamora, Lenora de Barros, Matheus Rocha Pitta, Paulo Nazareth e Paulo Nimer Pjota participam de “Alimentário: arte e patrimônio alimentar brasileiro”, com curadoria de Jacopo Crivelli Visconti. “A estratégia da curadoria foi exibir um retrato sugestivo de como o universo dos alimentos e da culinária contribuiu para a constituição visual e do imaginário brasileiro de hoje”, diz o curador.

  • Confira a programação desta semana no MAM-Rio

    O Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro apresenta, na próxima quarta-feira, dia 30, uma conversa com Felipe Ribenboim, idealizador da exposição “Alimentário arte e patrimônio alimentar brasileiro”. Na Cinemateca é apresentada a mostra Tesouros da Cinemateca, com filmes pertencentes ao arquivo da instituição. Além disso, sete exposições estão em cartaz no MAM-Rio, dentre elas as individuais de Arjan Martins e Lourival Cuquinha e a coletiva “artevida: política”, que explora a relação entre arte e vida nos anos 1950, 1960, 1970 e início da década de 1980. Veja a programação do Museu.

Mais Circuito...